Textural characterization of sedimentary deposits from Caldeirão cave and interpretation of the relationship between BET area and chemical properties

António João Cruz, Manuela Brotas de Carvalho, "Textural characterization of sedimentary deposits from Caldeirão cave and interpretation of the relationship between BET area and chemical properties", Algar - Boletim da Sociedade Portuguesa de Espeleologia, 3, 1992, pp. 19-26

 

< | >

Título Caracterização textural dos depósitos sedimentares da gruta do Caldeirão e interpretação da relação entre a área BET e propriedades químicas
Resumo Dezanove amostras do depósito sedimentar de uma gruta com vestígios arqueológicos que vão do Paleolítico Médio até ao presente foram objecto de caracterização textural por adsorção de azoto a 77 K. A semelhança das isotérmicas obtidas sugere a existência de continuidade mineralógica entre as amostras. A área BET está correlacionada positivamente com propriedades que constituem indicadores do teor das argilas, com óxidos e hidróxidos de ferro cristalinos, fosfatos e óxidos e hidróxidos de manganês nos estados de oxidação mais elevados e está negativamente correlacionada com as concentrações de carbonato de cálcio e de matéria orgânica. As diferenças entre os valores da área BET correspondentes às duas colunas de amostragem não podem ser interpretadas como devidas à idade dos materiais. A relação entre a área específica e a concentração de carbonato de cálcio ‚ devida a um efeito de massa e, portanto, a variação do teor de calcite ao longo da sequência, provavelmente, resulta apenas de processos físicos.
Abstract By means of nitrogen adsorption, the textural characterization of 19 samples removed from sedimentary deposits of a limestone cave with archaeological remains from the Medium Palaeolithic to the present was carried out. The similarity of the isotherms gives an indication of the mineralogical continuity of the samples. The BET area is positively correlated with indicators of the samples clay content, crystalline iron oxyhydroxides, phosphates, and manganese oxyhydroxides in higher oxidation states, and negatively correlated with calcium carbonate and organic matter contents. The BET area differences between two samples core cannot be interpreted as a result of the materials age. The relationship between specific area and calcium carbonate is due to an effect of the mass and, thus, the variation of calcite along the profile is probably only a result of physical processes.
Ver PDF
  Academia | Researchgate
Importar RIS | Endnote