Ciarte > Publicações >

Publicações segundo o tema

Estudo laboratorial:
     Métodos de análise
     Estudo de pinturas e esculturas
     Estudo de argamassas antigas
     Estudo de obras em metal
     Aplicação da química à arqueologia

Materiais das obras de arte:
     Antigos tratados técnicos
     Materiais das obras de arte

Conservação e restauro:
     História da conservação e restauro
     Adsorventes em museus
     Outros temas relacionados com a conservação

Outros temas:
     Ciência e arte
     Divulgação

Estudo laboratorial das obras de arte e de outros bens culturais

Métodos de análise ^

Sandra Saraiva, António João Cruz, Ana Calvo, "Desenvolvimento de uma metodologia para a interpretação de espectros de microfluorescência de raios x dispersiva de energia (EDXRF): análise de um conjunto de pigmentos de referência e estudo da sua composição elementar", ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 6, 2014, pp. 115-139, doi: 10.7559/ecr.6.7514 +

António João Cruz, “O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política”, Conservar Património, 11, 2010, pp. 13-32 +

Carolina Barata, António João Cruz, Marta Ferro, “The visible image is not always correct: the differentiation of layers by optical microscopy in samples’ cross sections”, e-Conservation, 7, 2008, pp. 21-25 +

Ana Paula Carvalho, João Pires, António João Cruz, Lourdes Matias, “Estudo e caracterização de argamassas, cerâmicas arquitectónicas e materiais pétreos – o contributo da química”, Património – Estudos, 10, 2007, pp. 81-87 +

João Pires, António João Cruz, “Techniques of Thermal Analysis Applied to the Study of Cultural Heritage”, Journal of Thermal Analysis and Calorimetry, 87(2), 2007, pp. 411-415, doi: 10.1007/s10973-004-6775-0 +

António João Cruz, “Para que serve à história da arte a identificação dos pigmentos utilizados numa pintura?”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 5, 2006, pp. 445-462 +

António João Cruz, “Se cada obra de arte é única, porquê estudar materialmente conjuntos de obras?”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 10-11, 2001, pp. 28-31 +

António João Cruz, “As exposições temporárias e o estudo laboratorial das obras de arte”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 8-9, 1998, pp. 60-63 +

António João Cruz, “Aplicações não convencionais da radiação infravermelha no exame de objectos museológicos”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 6, 1997, pp. 4‑5 +

António João Cruz, “Imagens perdidas, imagens achadas: pinturas reveladas pelos raios X no Instituto José de Figueiredo”, in Henrique Vilaça Ramos (coordenação), Actas do Simpósio Comemorativo do Centenário da Descoberta dos Raios X, Coimbra, Universidade de Coimbra, 1996, pp. 83-103 +

António João Cruz, “Imagens perdidas, imagens achadas: pinturas reveladas pelos raios X no Instituto José de Figueiredo”, in 100 Anos da Descoberta dos Raios X. A radiação X no desenvolvimento científico e na sociedade, Lisboa, Universidade Nova, 1995, pp. 32-33 +

António João Cruz, “A radiografia no Laboratório para o Exame das Obras de Arte, do Museu Nacional de Arte Antiga (1936-1965)”, in 100 Anos da Descoberta dos Raios X. A radiação X no desenvolvimento científico e na sociedade, Lisboa, Universidade Nova, 1995, pp. 61-62 +

António João Cruz, “Do certo ao incerto: o estudo laboratorial e os materiais do políptico de S. Vicente”, in Nuno Gonçalves. Novos Documentos. Estudo da pintura portuguesa do séc. XV, Lisboa, Instituto Português de Museus – Reproscan, 1994, pp. 41-45 +

António João Cruz, “Química e arqueologia: os isótopos de oxigénio e a reconstituição do clima”, Química. Boletim da Sociedade Portuguesa Química, 50, 1993, pp. 25-28 +

António João Cruz, “TAXONOMIA - Um algoritmo simples para a classificação de resultados”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 39, 1990, pp. 37-42 +

António João Cruz, “O carbono orgânico e a arqueologia - interesse, métodos de doseamento e resultados”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 36, 1989, pp. 33-36 +

Estudo de pinturas e esculturas ^

Ana Cristina Seco de Morais, António João Cruz, Carla Rego, “O contributo da conservação e restauro para o conhecimento da história de um objecto: o caso de um biombo com características orientais em madeira policromada”, Res Mobilis - Revista Internacional de Investigación en Mobiliario y Objetos Decorativos, 5(6-I), 2016, pp. 173-187 +

Maria Aguiar, Ana Calvo Manuel, António João Cruz, “As Academias e as suas implicações na representação da figura humana por Aurélia de Sousa”, in Maria João Neto, Marize Malta (ed.), Coleções de Arte em Portugal e Brasil nos Séculos XIX e XX. As Academias de Belas-Artes do Rio de Janeiro, de Lisboa e do Porto, 1816-1836: Ensino, Artistas, Mecenas e Coleções, Caleidoscópio, Casal de Cambra, 2016, pp. 225-234 +

Erica Eires, António João Cruz, Carla Rego, “O teatro da ética e da memória: problemas de intervenção no 'Tríptico da Vida de Cristo', da igreja de São João Baptista, em Tomar, atribuído ao entorno de Quentin Metsys”, Conservar Património, 23, 2016, pp. 79-88, doi:10.14568/cp2015025 +

C. Barata, F. Rocha, A. J. Cruz, S. Andrejkovicová, S. Reguer, "Synchrotron X-ray diffraction of bole layers from Portuguese gilded baroque retables", Applied Clay Science, 116–117, 2015, pp. 39-45, doi:10.1016/j.clay.2015.08.012 +

Ana Brito, Ana Calvo, António João Cruz, "Estudo técnico da tela Efeitos de luz num armazém de Abel Salazar: um trabalho representativo da sua produção pictórica final", ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 6, 2014, pp. 248-274, doi: 10.7559/ecr.6.7519 +

Maria João Sousa, António João Cruz, Ana Calvo, "Estudo técnico e material do suporte das pinturas de Diogo Teixeira realizadas para o Mosteiro de Arouca", ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 6, 2014, pp. 38-59, doi: 10.7559/ecr.6.7523 +

António João Cruz, Carla Rego, "Para a história do restauro de pintura em Portugal: as antigas intervenções no retrato de José António de Oliveira Machado, da Biblioteca Nacional de Portugal", Ge-Conservación, 7, 2015, pp. 5-13 +

José Mendes, António João Cruz, António José Candeias, José Mirão, “Os azuis na pintura de Nuno Gonçalves”, in Begoña Farré Torras (ed.), IV Congresso de História da Arte Portuguesa, Lisboa, Associação Portuguesa de Historiadores da Arte, 2014, pp. 225-231 +

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, António Candeias, José Mirão, Ana Margarida Cardoso, Sara Valadas, "Os estratos preparatórios nas obras do pintor eborense Francisco João (act. 1563-1595)", in Vítor Serrão, Vanessa Antunes, Ana Isabel Seruya (ed.), As Preparações na Pintura Portuguesa. Séculos XV e XVI, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2013, pp. 143-153 +

José Mendes, António João Cruz, Maria Luísa Carvalho, António José Candeias, José Mirão, "As preparações das pinturas atribuídas a Nuno Gonçalves", in Vítor Serrão, Vanessa Antunes, Ana Isabel Seruya (ed.), As Preparações na Pintura Portuguesa. Séculos XV e XVI, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2013, pp. 107-114 +

Ana Calvo, Sonia Santos, Margarita San Andrés, Maria João Sousa, António João Cruz, "Del Mediterráneo al Atlántico: algunas consideraciones sobre las preparaciones de la pintura sobre tabla en la península ibérica", in Vítor Serrão, Vanessa Antunes, Ana Isabel Seruya (ed.), As Preparações na Pintura Portuguesa. Séculos XV e XVI, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2013, pp. 95-106 +

Carolina Barata, Jorgelina Carballo, António João Cruz, João Coroado, Maria Eduarda Araújo, Maria Helena Mendonça, “Caracterização através de análise química da escultura portuguesa sobre madeira de produção erudita e de produção popular da época barroca”, Química Nova, 36(1), 2013, pp. 21-26 +

Maria João Sousa, António João Cruz, “Materiais e técnica do painel representando a Visitação executado para o retábulo da capela de Santa Isabel (Porto), pelo pintor maneirista Diogo Teixeira”, ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 4, 2012, pp. 210-230 +

Carolina Barata, António João Cruz, Fernando Tavares Rocha, “Sobre os materiais utilizados na talha da época barroca do Noroeste de Portugal – primeiros resultados”, in Gonçalo Vasconcelos e Sousa, Eduarda Vieira (ed.), Actas do I Encontro Luso-Brasileiro de Conservação e Restauro, Porto, CITAR, 2012, pp. 40-50 +

Ana Cudell, António João Cruz, Ana Martins, Jorgelina Carballo, Ana Calvo, Sandra Saraiva, “Materials and painting processes of Pedro Cabrita Reis: the artist’s memory versus materials analysis”, in S. Eyb-Green, J. H. Townsend, M. Clarke, J. Nadolny, S. Kroustallis (ed.), The Artist's Process. Technology and Interpretation, London, Archetype Publications, 2012, pp. 212-214 +

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, João Coroado, Maria Eduarda Araújo, “Ground layers in Portuguese Baroque polychrome wooden sculptures: analytical results versus documentary sources”, in S. Eyb-Green, J. H. Townsend, M. Clarke, J. Nadolny, S. Kroustallis (ed.), The Artist's Process. Technology and Interpretation, London, Archetype Publications, 2012, pp. 200-201 +

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, Jana Sanyova, António Candeias, José Mirão, Sara Valadas, “Regraxar or glazing: aspects of this technique in a group of Portuguese paintings attributed to Francisco João (active 1563–95)”, S. Eyb-Green, J. H. Townsend, M. Clarke, J. Nadolny, S. Kroustallis (ed.), The Artist's Process. Technology and Interpretation, London, Archetype Publications, 2012, pp. 195-197 +

Helena Pinheiro de Melo, Jana Sanyova, António João Cruz, “An unusual glazing technique on a Portuguese panel painting from the second half of the 16th century: materials, technique and reconstructions”, in Janet Bridgland (ed.), Preprints of the ICOM-CC 16th Triennial Conference, Lisbon, ICOM, 2011, paper 0105 +

Ana Cudell, Patrícia Moreira, Margarida Rossi, Ana Martins, Jorgelina Carballo, Manuela Pintado, Ana Calvo, António João Cruz, “Problemas de conservación en pintura contemporánea: estudio de dos pinturas de Pedro Cabrita Reis con contaminación por microorganismos”, in Conservación de Arte Contemporáneo. 11ª Jornada, Madrid, Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, 2010, pp. 271-282 +

Maria Cunha Matos Lopes Pinto Leão Aguiar, António João Cruz, Ana Maria Calvo Manuel, Jorgelina Carballo Martinez, "Pintura em cartão no início do séc. XX em Portugal: Aurélia de Sousa, uma artista esquecida num tempo de mudanças técnicas", in M. E. S. Carrasco, R. L. Romero, M. A. C. Díaz-Tendero, J. C. C. García (ed.), VIII Congreso Ibérico de Arqueometría. Actas, Teruel, Seminario de Arqueología y Etnología Turolense, 2010, pp. 113-122 +

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, Maria Eduarda Araújo, “The materials and techniques of polychrome baroque wooden sculpture: three works from Baião, Portugal”, International Journal of Conservation Science, 1(1), 2010, pp. 19-26 +

Ana Cudell, Jorgelina Carballo, António João Cruz, Ana Martins, Ana Calvo, Sandra Saraiva, “Conservation of a contemporary painting. Scientific analysis and intervention on a neorealist painting by Júlio Pomar”, in Art d’Aujourd’hui - Patrimoine de Demain. Conservation et Restauration des Oeuvres Contemporaines, Paris, SFIIC, 2009, pp. 330-331 +

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, “As cores de um painel do século XVI, da igreja matriz de Pavia (Mora, Évora), atribuído ao pintor Francisco João”, Conservar Património, 9, 2009, pp. 47-55 +

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, Maria Eduarda Araújo, Vítor Teixeira, “Forma e matéria: a escultura barroca de Santo Estêvão do Museu de Santa Maria de Lamas, Portugal”, Imagem Brasileira, 4, 2009, pp. 203-208 +

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, Maria Eduarda Araújo, “Os materiais e as técnicas usados numa escultura barroca, do Museu de Santa Maria de Lamas, representando São Domingos”, Conservar Património, 6, 2007, pp. 21-30 +

António João Cruz, “A pintura de Columbano segundo as suas caixas de tintas e pincéis”, Conservar Património, 1, 2005, pp. 5-19 +

António João Cruz, “A matéria de que é feita a arte. Contribuições para o estudo da pintura portuguesa”, Química. Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 84, 2002, pp. 39-44 +

António João Cruz, Da sombra para a luz – Materiais e técnicas da pintura de Bento Coelho da Silveira, Lisboa, Instituto Português do Património Arquitectónico, 1999, 86 pp. ISBN 972-8087-66-7 +

António João Cruz, “A matéria de que é feita a pintura: sobre algumas obras de Mário Eloy”, in Raquel Henriques da Silva (coordenação), Mário Eloy. Exposição Retrospectiva, Lisboa, Museu do Chiado, 1996, pp. 37-57 +

António João Cruz, “Do certo ao incerto: o estudo laboratorial e os materiais do políptico de S. Vicente”, in Nuno Gonçalves. Novos Documentos. Estudo da pintura portuguesa do séc. XV, Lisboa, Instituto Português de Museus – Reproscan, 1994, pp. 41-45 +

João M. Peixoto Cabral, António João Cruz, Isabel Ribeiro, “Alguns problemas de autenticidade e datação”, in Silva Porto, 1850-1893. Exposição Comemorativa do Centenário da Sua Morte. Museu Nacional de Soares dos Reis, Lisboa, Instituto Português de Museus, 1993, pp. 515-527 +

João M. Peixoto Cabral, Isabel Ribeiro, António João Cruz, “Características técnicas da pintura de Silva Porto”, in Silva Porto, 1850-1893. Exposição Comemorativa do Centenário da Sua Morte. Museu Nacional de Soares dos Reis, Lisboa, Instituto Português de Museus, 1993, pp. 495-514 +

João M. Peixoto Cabral, António João Cruz, “As assinaturas e os formatos das pinturas de Silva Porto”, in Silva Porto, 1850-1893. Exposição Comemorativa do Centenário da Sua Morte. Museu Nacional de Soares dos Reis, Lisboa, Instituto Português de Museus, 1993, pp. 482-494 +

 

Estudo de argamassas antigas ^

António Santos Silva, Patrícia Adriano, Ana Magalhães, João Pires, Ana Carvalho, António João Cruz, José Mirão, António Candeias, “Characterization of historical mortars from Alentejo’s religious buildings”, International Journal of Architectural Heritage, 4(2), 2010, pp. 138-154, doi: 10.1080/15583050903046322 +

Ana Paula Carvalho, João Pires, António João Cruz, Lourdes Matias, “Estudo e caracterização de argamassas, cerâmicas arquitectónicas e materiais pétreos – o contributo da química”, Património – Estudos, 10, 2007, pp. 81-87 +

M. L. Matias, A. P. Carvalho, J. Pires, A. J. Cruz, M. Ramalho, “Caracterização de argamassas antigas. Estudo de alguns exemplares da igreja de S. Gião (Nazaré)”, in 7.º Encontro da Divisão de Catálise e Materiais Porosos da Sociedade Portuguesa de Química, Lisboa, Instituto Superior Técnico, 2005, pp. 115-118 +

Estudo de obras em metal ^

António João Cruz, “Análise química das cruzes processionais e de altar em cobre ou liga de cobre (Segundo estudo)”, in Inventário do Museu Nacional de Arte Antiga. Colecção de Metais. Cruzes Processionais. Século XII-XVI, Lisboa, Instituto Português de Museus, 2003, pp. 36-48 +

António João Cruz, “Análise química das cruzes processionais e de altar em cobre ou liga de cobre”, in Inventário do Museu Nacional de Arte Antiga. Colecção de Metais. Cruzes Processionais. Século XII-XVI, Lisboa, Instituto Português de Museus, 2003, pp. 22-35 +

António João Cruz, “Da química à conservação preventiva: a corrosão dos metais”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 4, 1996, pp. 5-7 +

Aplicação da química à arqueologia ^

António João Cruz, “Química e arqueologia: os isótopos de oxigénio e a reconstituição do clima”, Química. Boletim da Sociedade Portuguesa Química, 50, 1993, pp. 25-28 +

António João Cruz, “Análise geoquímica da coluna de amostragem D (camadas A/B/C - Eb) da gruta do Caldeirão”, in João Zilhão (ed.), Gruta do Caldeirão. O Neolítico Antigo, Lisboa, Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico, 1992, pp. 203-215 +

António João Cruz, “O teor em flúor nos ossos da gruta do Caldeirão”, in João Zilhão (ed.), Gruta do Caldeirão. O Neolítico Antigo, Lisboa, Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico, 1992, pp. 217-222 +

António João Cruz, Manuela Brotas de Carvalho, “Textural characterization of sedimentary deposits from Caldeirão cave and interpretation of the relationship between BET area and chemical properties”, Algar - Boletim da Sociedade Portuguesa de Espeleologia, 3, 1992, pp. 19-26 +

António João Cruz, “A influência atlântica no clima da Estremadura portuguesa durante o Paleolítico Superior: os resultados gímicos da gruta do Caldeirão”, Finisterra, 49, 1990, pp. 156-168 +

António João Cruz, “Geoquímica e paleoambiente: o preenchimento sedimentar da gruta do Caldeirão - primeiros resultados”, Arqueologia, 20, 1989, pp. 124-138 +

António João Cruz, “O carbono orgânico e a arqueologia - interesse, métodos de doseamento e resultados”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 36, 1989, pp. 33-36 +

António João Cruz, “Geoquímica dos preenchimentos sedimentares de grutas: a matéria orgânica na gruta do Caldeirão”, Algar - Boletim da Sociedade Portuguesa de Espeleologia, 2, 1988, pp. 17-26 +

António João Cruz, “Da datação à paleoclimatologia: o teor em flúor nos ossos da gruta do Caldeirão”, Arqueologia, 17, 1988, pp. 208-210 +

António João Cruz, “Um projecto interdisciplinar para a arqueologia portuguesa”, Ler História, 13, 1988, pp. 143-146 +

António João Cruz, “Química e arqueologia: o doseamento do flúor nos ossos provenientes de escavações arqueológicas”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 31, 1988, pp. 29-31 +

António João Cruz, “Um projecto interdisciplinar para a arqueologia portuguesa”, Arqueologia, 16, 1987, pp. 130-134 +

Materiais das obras de arte

Antigos tratados técnicos ^

Luís Urbano Afonso, António João Cruz, Débora Matos, “"O livro de como se fazem as cores" or a medieval Portuguese text on the colours for illumination: a review”, in Ricardo Córdoba (ed.), Craft Treatises and Handbooks. The Dissemination of Technical Knowledge in the Middle Ages, Turnhout, Brepols Publishers, 2013, pp. 93-105 +

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, Jana Sanyova, António Candeias, José Mirão, Sara Valadas, “Regraxar or glazing: aspects of this technique in a group of Portuguese paintings attributed to Francisco João (active 1563–95)”, S. Eyb-Green, J. H. Townsend, M. Clarke, J. Nadolny, S. Kroustallis (ed.), The Artist's Process. Technology and Interpretation, London, Archetype Publications, 2012, pp. 195-197 +

Sónia Barros dos Santos, António João Cruz, “Green pigments: tradition and modernity in painting according to Portuguese 19th century technical literature”, in A. Macchia, E. Greco, B. A. Chiarandà, N. Barbabietola (ed.), YOCOCU. Contribute and Role of Youth in Conservation of Cultural Heritage, Rome, Italian Association of Conservation Scientist, 2011, pp. 307-318 +

Patrícia Monteiro, António João Cruz, “Breve Tratado de Iluminação composto por um religioso da ordem de Cristo”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 237-286 +

Paula M. Gonçalves, João Pires, Ana P. Carvalho, Maria Helena Mendonça, António João Cruz, “Theory vs practice: synthesis of red lead following ancient recipes”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 201-210 +

Paula M. Gonçalves, João Pires, Ana P. Carvalho, Maria Helena Mendonça, António João Cruz, “Theory vs practice: synthesis of white lead following ancient recipes”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 185-200 +

António João Cruz, Patrícia Monteiro, “Sobre um tratado inédito de pintura da primeira metade do século XVII: o 'Breve Tratado de Iluminação', composto por um religioso da Ordem de Cristo”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 147-169 +

António João Cruz, “Em busca da origem das cores de 'O Livro de Como se Fazem as Cores': sobre as fontes de um receituário português medieval de materiais e técnicas de pintura”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 75-85 +

António João Cruz, “Entre a tradição e a modernidade: os pigmentos ao dispor dos artistas e o conhecimento sobre esses materiais em Portugal no início do século XX”, ECR – Estudos de Conservação e Restauro, 1, 2009, pp. 93-112 +

Sónia Barros dos Santos, António João Cruz, “O desenvolvimento da ciência e da técnica no séc. XIX e os pigmentos amarelos usados em pintura em Portugal segundo a literatura técnica”, in Livro de Anais. Scientiarum Historia II. Encontro Luso-Brasileiro de História das Ciências, Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009, pp. 385-391 +

António João Cruz, “Os materiais usados em pintura em Portugal no início do século XVIII, segundo Rafael Bluteau”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 7-8, 2009, pp. 385-405 +

Sónia Barros dos Santos, António João Cruz, “Traditional and modern blue pigments in Portuguese 19th century technical literature”, in Andrea Macchia, Ernesto Borrelli, Luigi Campanella (org.), YOCOCU 2008. Youth in Conservation of Cultural Heritage. Proceedings, Rome, Italian Association of Conservation Scientists - Italian Society of Chemistry, 2009, pp. 44-50 +

António João Cruz, Luís Urbano Afonso, “On the date and contents of a Portuguese medieval technical book on illumination: O livro de como se fazem as cores”, The Medieval History Journal, 11(1), 2008, pp. 1-28, doi: 10.1177/097194580701100101 +

António João Cruz, “Pigmentos e corantes das obras de arte em Portugal, no início do século XVII, segundo o tratado de pintura de Filipe Nunes”, Conservar Património, 6, 2007, pp. 39-51 +

António João Cruz, “A cor e a substância: sobre alguns pigmentos mencionados em antigos tratados portugueses de pintura - pigmentos amarelos”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 6, 2007, pp. 139-160 +

António João Cruz, “Sobre o uso e o desuso de alguns termos relacionados com os materiais constituintes das obras de arte”, Conservar Património, 3-4, 2006, pp. 73-78 +

António João Cruz, “As cores vitruvianas. Os materiais da pintura mural romana segundo o tratado de Vitrúvio”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 3, 2004, pp. 67-86 +

Materiais das obras de arte ^

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, “Qual o significado de algumas marcas incisas no reverso dos suportes de madeira de pinturas antigas?”, Conservar Património, 26, 2017, 91-101, doi:10.14568/cp2017014 | RIS | PDF

C. Barata, F. Rocha, A. J. Cruz, S. Andrejkovicová, S. Reguer, "Synchrotron X-ray diffraction of bole layers from Portuguese gilded baroque retables", Applied Clay Science, 116–117, 2015, pp. 39-45, doi:10.1016/j.clay.2015.08.012 +

António João Cruz, "A proveniência dos pigmentos utilizados em pintura em Portugal antes da invenção dos tubos de tintas: problemas e perspectivas", in Vítor Serrão, Vanessa Antunes, Ana Isabel Seruya (ed.), As Preparações na Pintura Portuguesa. Séculos XV e XVI, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2013, pp. 297-306 +

Sónia Barros dos Santos, António João Cruz, “Green pigments: tradition and modernity in painting according to Portuguese 19th century technical literature”, in A. Macchia, E. Greco, B. A. Chiarandà, N. Barbabietola (ed.), YOCOCU. Contribute and Role of Youth in Conservation of Cultural Heritage, Rome, Italian Association of Conservation Scientist, 2011, pp. 307-318 +

Paula M. Gonçalves, João Pires, Ana P. Carvalho, Maria Helena Mendonça, António João Cruz, “Theory vs practice: synthesis of red lead following ancient recipes”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 201-210 +

Paula M. Gonçalves, João Pires, Ana P. Carvalho, Maria Helena Mendonça, António João Cruz, “Theory vs practice: synthesis of white lead following ancient recipes”, in Luís Urbano Afonso (ed.), The Materials of the Image. As Matérias da Imagem, Lisboa, Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa, 2010, pp. 185-200 +

António João Cruz, “Entre a tradição e a modernidade: os pigmentos ao dispor dos artistas e o conhecimento sobre esses materiais em Portugal no início do século XX”, ECR – Estudos de Conservação e Restauro, 1, 2009, pp. 93-112 +

Sónia Barros dos Santos, António João Cruz, “O desenvolvimento da ciência e da técnica no séc. XIX e os pigmentos amarelos usados em pintura em Portugal segundo a literatura técnica”, in Livro de Anais. Scientiarum Historia II. Encontro Luso-Brasileiro de História das Ciências, Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009, pp. 385-391 +

António João Cruz, “Os materiais usados em pintura em Portugal no início do século XVIII, segundo Rafael Bluteau”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 7-8, 2009, pp. 385-405 +

Sónia Barros dos Santos, António João Cruz, “Traditional and modern blue pigments in Portuguese 19th century technical literature”, in Andrea Macchia, Ernesto Borrelli, Luigi Campanella (org.), YOCOCU 2008. Youth in Conservation of Cultural Heritage. Proceedings, Rome, Italian Association of Conservation Scientists - Italian Society of Chemistry, 2009, pp. 44-50 +

António João Cruz, “Pigmentos e corantes das obras de arte em Portugal, no início do século XVII, segundo o tratado de pintura de Filipe Nunes”, Conservar Património, 6, 2007, pp. 39-51 +

António João Cruz, “A cor e a substância: sobre alguns pigmentos mencionados em antigos tratados portugueses de pintura - pigmentos amarelos”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 6, 2007, pp. 139-160 +

António João Cruz, “Os pigmentos naturais utilizados em pintura”, in Alexandra Soveral Dias, António Estêvão Candeias (org.), Pigmentos e Corantes Naturais. Entre as artes e as ciências, Évora, Universidade de Évora, 2007, pp. 5-23 +

António João Cruz, “Sobre o uso e o desuso de alguns termos relacionados com os materiais constituintes das obras de arte”, Conservar Património, 3-4, 2006, pp. 73-78 +

António João Cruz, “As cores vitruvianas. Os materiais da pintura mural romana segundo o tratado de Vitrúvio”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 3, 2004, pp. 67-86 +

António João Cruz, As Cores dos Artistas. História e Ciência dos Pigmentos Utilizados em Pintura, Lisboa, Apenas Livros, 2004, 44 pp. ISBN 972-8777-79-5 +

António João Cruz, “A cor de uma escultura”, in Catarina Gersão de Alarcão, Introdução ao Estudo Material e à Conservação da Escultura em Pedra e Madeira, Coimbra, Instituto de Arqueologia / Faculdade de Letras, 2002, pp. 20-22 +

António João Cruz, “O risco da arte – A toxicidade dos materiais utilizados na execução e conservação das pinturas de cavalete”, in A Conservação e o Restauro do Património - Riscos, Prevenção, Segurança, Ética, Lei, Lisboa, ARP, [2002], pp. 27-41 +

António João Cruz, “Da química à conservação preventiva: a corrosão dos metais”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 4, 1996, pp. 5-7 +

Conservação e restauro

História da conservação e restauro ^

Erica Eires, António João Cruz, Carla Rego, “O teatro da ética e da memória: problemas de intervenção no 'Tríptico da Vida de Cristo', da igreja de São João Baptista, em Tomar, atribuído ao entorno de Quentin Metsys”, Conservar Património, 23, 2016, pp. 79-88, doi:10.14568/cp2015025 +

António João Cruz, "A Química aplicada ao estudo das obras de arte: o passado e os desafios do presente", Química - Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 137, 2015, pp. 43-52 +

António João Cruz, Carla Rego, "Para a história do restauro de pintura em Portugal: as antigas intervenções no retrato de José António de Oliveira Machado, da Biblioteca Nacional de Portugal", Ge-Conservación, 7, 2015, pp. 5-13 +

António João Cruz, “Conservation Publications - IIC member's reviews of international periodicals: Portugal”, News in Conservation, 35, 2013, pp. 17-19 +

Clara Moura Soares, Rute Massano Rodrigues, António João Cruz, Carla Rego, “Conservação e destruição de pinturas dos conventos extintos em Portugal durante o século XIX”, ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 4, 2012, pp. 231-248 +

C. M. Soares, R. M. Rodrigues, A. J. Cruz, C. Rego, “Historical and material approach to the paintings at the Portugal National Library: contributions to the history of conservation and restoration of easel painting in the 19th century”, International Journal of Heritage in the Digital Era, 1(S1), 2012, pp. 283-288, doi: 10.1260/2047-4970.1.0.283 +

António João Cruz, “O restauro de pintura em Portugal no tempo de Luciano Freire”, in Jorge Custódio (org.), 100 Anos de Património. Memória e Identidade. Portugal, 1910-2010, Lisboa, IGESPAR, 2010, pp. 117-122 +

António João Cruz, “Luciano Freire (1864-1934)”, in Jorge Custódio (org.), 100 Anos de Património. Memória e Identidade. Portugal, 1910-2010, Lisboa, IGESPAR, 2010, pp. 138-139 +

António João Cruz, “O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política”, Conservar Património, 11, 2010, pp. 13-32 +

António João Cruz, “Em busca da imagem original: Luciano Freire e a teoria e a prática do restauro de pintura em Portugal cerca de 1900”, Conservar Património, 5, 2007, pp. 53-83 +

António João Cruz, “Imagens em transformação: os painéis da igreja de Santa Maria, de Tavira, encontrados na ermida de São Pedro, e os problemas colocados pelo seu restauro e estudo laboratorial”, Conservar Património, 2, 2005, pp. 29-53 +

António João Cruz, “Imagens perdidas, imagens achadas: pinturas reveladas pelos raios X no Instituto José de Figueiredo”, in Henrique Vilaça Ramos (coordenação), Actas do Simpósio Comemorativo do Centenário da Descoberta dos Raios X, Coimbra, Universidade de Coimbra, 1996, pp. 83-103 +

António João Cruz, “Imagens perdidas, imagens achadas: pinturas reveladas pelos raios X no Instituto José de Figueiredo”, in 100 Anos da Descoberta dos Raios X. A radiação X no desenvolvimento científico e na sociedade, Lisboa, Universidade Nova, 1995, pp. 32-33 +

Adsorventes em museus ^

António João Cruz, João Pires, Ana Paula Carvalho, Manuela Brotas de Carvalho, “Utilização de materiais adsorventes na prevenção da alteração dos objectos metálicos expostos em museus - O caso do chumbo”, in Armando Coelho Ferreira da Silva, Paula Menino Homem (org.), Ligas Metálicas. Investigação e Conservação, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2008, pp. 91-105 +

António João Cruz, João Pires, Ana P. Carvalho, M. Brotas de Carvalho, “Comparison of adsorbent materials for acetic acid removal in showcases”, Journal of Cultural Heritage, 9(3), 2008, pp. 244-252, doi: 10.1016/j.culher.2008.03.001 +

António João Cruz, João Pires, Ana P. Carvalho, M. Brotas de Carvalho, “Physical adsorption of H2S related to the conservation of works of art: the role of the pore structure at low relative pressure”, Adsorption, 11(5-6), 2005, pp. 569-576, doi: 10.1007/s10450-005-5614-3 +

António João Cruz, João Pires, Ana P. Carvalho, M. Brotas de Carvalho, “Studies on the adsorption of acetic acid by activated carbons, zeolites and other adsorbent materials related with the preventive conservation of lead objects in museums showcases”, Journal of Chemical and Engineering Data, 49(3), 2004, pp. 725-731, doi: 10.1021/je034273w +

Outros temas relacionados com a conservação ^

António João Cruz, Francisca Figueira, Maria João Revez, “Sucessos de uma revista em 2017”, Conservar Património, 26, 2017, 7-9, doi:10.14568/cp26fm2 | RIS | PDF

António João Cruz, Francisca Figueira, Maria João Revez, “A revista 'Conservar Património' num ambiente de publicação internacional – a propósito da indexação na base de dados 'Scopus'”, Conservar Património, 24, 2016, pp. 7-10, doi:10.14568/cp24fm2 +

António João Cruz, Maria Teresa Desterro, “O ensino da Conservação e Restauro e os problemas de articulação curricular: o caso do Instituto Politécnico de Tomar”, Conservar Património, 23, 2016, pp. 97-101, doi: 10.14568/cp2015026 +

Vera Lory, Francisca Figueira, António João Cruz, “Comparative study of washing treatments for pastel drawings”, Restaurator, 33 (2), 2012, pp. 199-219, doi: 10.1515/res-2012-0009 +

Ana Cudell, Patrícia Moreira, Margarida Rossi, Ana Martins, Jorgelina Carballo, Manuela Pintado, Ana Calvo, António João Cruz, “Problemas de conservación en pintura contemporánea: estudio de dos pinturas de Pedro Cabrita Reis con contaminación por microorganismos”, in Conservación de Arte Contemporáneo. 11ª Jornada, Madrid, Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, 2010, pp. 271-282 +

Ana Cudell, Jorgelina Carballo, António João Cruz, Ana Martins, Ana Calvo, Sandra Saraiva, “Conservation of a contemporary painting. Scientific analysis and intervention on a neorealist painting by Júlio Pomar”, in Art d’Aujourd’hui - Patrimoine de Demain. Conservation et Restauration des Oeuvres Contemporaines, Paris, SFIIC, 2009, pp. 330-331 +

António João Cruz, “O risco da arte – A toxicidade dos materiais utilizados na execução e conservação das pinturas de cavalete”, in A Conservação e o Restauro do Património - Riscos, Prevenção, Segurança, Ética, Lei, Lisboa, ARP, [2002], pp. 27-41 +

António João Cruz, “As exposições temporárias e o estudo laboratorial das obras de arte”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 8-9, 1998, pp. 60-63 +

Outros temas

Ciência e arte ^

António João Cruz, "A Química aplicada ao estudo das obras de arte: o passado e os desafios do presente", Química - Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 137, 2015, pp. 43-52 +

António João Cruz, “Ciência e Conservação: Alguns problemas de uma relação frequentemente conflituosa, mas necessária”, in Gonçalo Vasconcelos e Sousa, Eduarda Vieira (ed.), Actas do I Encontro Luso-Brasileiro de Conservação e Restauro, Porto, CITAR, 2012, pp. 15-24 +

António João Cruz, “On some problems of the relationship between Science and Conservation”, e-Conservation, 22, 2011, pp. 8-13 +

António João Cruz, “Para que serve à história da arte a identificação dos pigmentos utilizados numa pintura?”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 5, 2006, pp. 445-462 +

António João Cruz, “A oficina do artista, ou as relações entre a ciência e a arte a propósito de uma imagem”, Interacções, 3, 2006, pp. 87-101 +

Divulgação ^

António João Cruz, “Quem pode fazer conservação e restauro do património?”, Público, 25(8764), 11/4/2014, p. 49 +