Ciarte > Publicações >

Publicações segundo o local de publicação — Revistas

Adsorption ^

António João Cruz, João Pires, Ana P. Carvalho, M. Brotas de Carvalho, “Physical adsorption of H2S related to the conservation of works of art: the role of the pore structure at low relative pressure”, Adsorption, 11(5-6), 2005, pp. 569-576, doi: 10.1007/s10450-005-5614-3 +

Algar - Boletim da Sociedade Portuguesa de Espeleologia ^

António João Cruz, Manuela Brotas de Carvalho, “Textural characterization of sedimentary deposits from Caldeirão cave and interpretation of the relationship between BET area and chemical properties”, Algar - Boletim da Sociedade Portuguesa de Espeleologia, 3, 1992, pp. 19-26 +

António João Cruz, “Geoquímica dos preenchimentos sedimentares de grutas: a matéria orgânica na gruta do Caldeirão”, Algar - Boletim da Sociedade Portuguesa de Espeleologia, 2, 1988, pp. 17-26 +

Applied Clay Science

C. Barata, F. Rocha, A. J. Cruz, S. Andrejkovicová, S. Reguer, "Synchrotron X-ray diffraction of bole layers from Portuguese gilded baroque retables", Applied Clay Science, 116–117, 2015, pp. 39-45, doi:10.1016/j.clay.2015.08.012 +

Archaeometry

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, António Candeias, José Mirão, Ana Margarida Cardoso, Maria José Oliveira, Sara Valadas, “Problems of analysis by FTIR of calcium sulphate-based preparatory layers: the case of a group of 16th century Portuguese paintings”, Archaeometry, 56(3), 2014, pp. 513-526, doi: 10.1111/arcm.12026 +

Arqueologia ^

António João Cruz, “Geoquímica e paleoambiente: o preenchimento sedimentar da gruta do Caldeirão - primeiros resultados”, Arqueologia, 20, 1989, pp. 124-138 +

António João Cruz, “Da datação à paleoclimatologia: o teor em flúor nos ossos da gruta do Caldeirão”, Arqueologia, 17, 1988, pp. 208-210 +

António João Cruz, “Um projecto interdisciplinar para a arqueologia portuguesa”, Arqueologia, 16, 1987, pp. 130-134 +

Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa ^

António João Cruz, “Os materiais usados em pintura em Portugal no início do século XVIII, segundo Rafael Bluteau”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 7-8, 2009, pp. 385-405 +

António João Cruz, “A cor e a substância: sobre alguns pigmentos mencionados em antigos tratados portugueses de pintura - pigmentos amarelos”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 6, 2007, pp. 139-160 +

António João Cruz, “Para que serve à história da arte a identificação dos pigmentos utilizados numa pintura?”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 5, 2006, pp. 445-462 +

António João Cruz, “As cores vitruvianas. Os materiais da pintura mural romana segundo o tratado de Vitrúvio”, Artis – Revista do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, 3, 2004, pp. 67-86 +

Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro ^

António João Cruz, “Se cada obra de arte é única, porquê estudar materialmente conjuntos de obras?”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 10-11, 2001, pp. 28-31 +

António João Cruz, “As exposições temporárias e o estudo laboratorial das obras de arte”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 8-9, 1998, pp. 60-63 +

António João Cruz, “Aplicações não convencionais da radiação infravermelha no exame de objectos museológicos”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 6, 1997, pp. 4‑5 +

António João Cruz, “Da química à conservação preventiva: a corrosão dos metais”, Boletim da Associação para o Desenvolvimento da Conservação e Restauro, 4, 1996, pp. 5-7 +

Conservar Património ^

António João Cruz, Francisca Figueira, Maria João Revez, “Sucessos de uma revista em 2017”, Conservar Património, 26, 2017, 7-9, doi:10.14568/cp26fm2 | RIS | PDF

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, “Qual o significado de algumas marcas incisas no reverso dos suportes de madeira de pinturas antigas?”, Conservar Património, 26, 2017, 91-101, doi:10.14568/cp2017014 | RIS | PDF

António João Cruz, Francisca Figueira, Maria João Revez, “A revista 'Conservar Património' num ambiente de publicação internacional – a propósito da indexação na base de dados 'Scopus'”, Conservar Património, 24, 2016, pp. 7-10, doi:10.14568/cp24fm2 +

António João Cruz, Maria Teresa Desterro, “O ensino da Conservação e Restauro e os problemas de articulação curricular: o caso do Instituto Politécnico de Tomar”, Conservar Património, 23, 2016, pp. 97-101, doi: 10.14568/cp2015026 +

Erica Eires, António João Cruz, Carla Rego, “O teatro da ética e da memória: problemas de intervenção no 'Tríptico da Vida de Cristo', da igreja de São João Baptista, em Tomar, atribuído ao entorno de Quentin Metsys”, Conservar Património, 23, 2016, pp. 79-88, doi:10.14568/cp2015025 +

António João Cruz, “O início da radiografia de obras de arte em Portugal e a relação entre a radiografia, a conservação e a política”, Conservar Património, 11, 2010, pp. 13-32 +

Helena Pinheiro de Melo, António João Cruz, “As cores de um painel do século XVI, da igreja matriz de Pavia (Mora, Évora), atribuído ao pintor Francisco João”, Conservar Património, 9, 2009, pp. 47-55 +

António João Cruz, “Pigmentos e corantes das obras de arte em Portugal, no início do século XVII, segundo o tratado de pintura de Filipe Nunes”, Conservar Património, 6, 2007, pp. 39-51 +

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, Maria Eduarda Araújo, “Os materiais e as técnicas usados numa escultura barroca, do Museu de Santa Maria de Lamas, representando São Domingos”, Conservar Património, 6, 2007, pp. 21-30 +

António João Cruz, “Em busca da imagem original: Luciano Freire e a teoria e a prática do restauro de pintura em Portugal cerca de 1900”, Conservar Património, 5, 2007, pp. 53-83 +

António João Cruz, “Sobre o uso e o desuso de alguns termos relacionados com os materiais constituintes das obras de arte”, Conservar Património, 3-4, 2006, pp. 73-78 +

António João Cruz, “Imagens em transformação: os painéis da igreja de Santa Maria, de Tavira, encontrados na ermida de São Pedro, e os problemas colocados pelo seu restauro e estudo laboratorial”, Conservar Património, 2, 2005, pp. 29-53 +

António João Cruz, “A pintura de Columbano segundo as suas caixas de tintas e pincéis”, Conservar Património, 1, 2005, pp. 5-19 +

e-Conservation ^

António João Cruz, “On some problems of the relationship between Science and Conservation”, e-Conservation, 22, 2011, pp. 8-13 +

Carolina Barata, António João Cruz, Marta Ferro, “The visible image is not always correct: the differentiation of layers by optical microscopy in samples’ cross sections”, e-Conservation, 7, 2008, pp. 21-25 +

ECR – Estudos de Conservação e Restauro ^

Ana Brito, Ana Calvo, António João Cruz, "Estudo técnico da tela Efeitos de luz num armazém de Abel Salazar: um trabalho representativo da sua produção pictórica final", ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 6, 2014, pp. 248-274, doi: 10.7559/ecr.6.7519 +

Sandra Saraiva, António João Cruz, Ana Calvo, "Desenvolvimento de uma metodologia para a interpretação de espectros de microfluorescência de raios x dispersiva de energia (EDXRF): análise de um conjunto de pigmentos de referência e estudo da sua composição elementar", ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 6, 2014, pp. 115-139, doi: 10.7559/ecr.6.7514 +

Maria João Sousa, António João Cruz, Ana Calvo, "Estudo técnico e material do suporte das pinturas de Diogo Teixeira realizadas para o Mosteiro de Arouca", ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 6, 2014, pp. 38-59, doi: 10.7559/ecr.6.7523 +

Clara Moura Soares, Rute Massano Rodrigues, António João Cruz, Carla Rego, “Conservação e destruição de pinturas dos conventos extintos em Portugal durante o século XIX”, ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 4, 2012, pp. 231-248 +

Maria João Sousa, António João Cruz, “Materiais e técnica do painel representando a Visitação executado para o retábulo da capela de Santa Isabel (Porto), pelo pintor maneirista Diogo Teixeira”, ECR - Estudos de Conservação e Restauro, 4, 2012, pp. 210-230 +

António João Cruz, “Entre a tradição e a modernidade: os pigmentos ao dispor dos artistas e o conhecimento sobre esses materiais em Portugal no início do século XX”, ECR – Estudos de Conservação e Restauro, 1, 2009, pp. 93-112 +

Finisterra ^

António João Cruz, “A influência atlântica no clima da Estremadura portuguesa durante o Paleolítico Superior: os resultados geoquímicos da gruta do Caldeirão”, Finisterra, 49, 1990, pp. 156-168 +

Imagem Brasileira ^

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, Maria Eduarda Araújo, Vítor Teixeira, “Forma e matéria: a escultura barroca de Santo Estêvão do Museu de Santa Maria de Lamas, Portugal”, Imagem Brasileira, 4, 2009, pp. 203-208 +

Interacções ^

António João Cruz, “A oficina do artista, ou as relações entre a ciência e a arte a propósito de uma imagem”, Interacções, 3, 2006, pp. 87-101 +

International Journal of Architectural Heritage

António Santos Silva, Patrícia Adriano, Ana Magalhães, João Pires, Ana Carvalho, António João Cruz, José Mirão, António Candeias, “Characterization of historical mortars from Alentejo’s religious buildings”, International Journal of Architectural Heritage, 4(2), 2010, pp. 138-154, doi: 10.1080/15583050903046322 +

International Journal of Conservation Science

António João Cruz, Carla Rego, "Scientific study of an 18th century Portuguese painting on canvas and their old restoration: problems of date and authenticity of the current image", International Journal of Conservation Science, 5(4), 2014, pp. 479-492 +

Carolina Barata, António João Cruz, Jorgelina Carballo, Maria Eduarda Araújo, “The materials and techniques of polychrome baroque wooden sculpture: three works from Baião, Portugal”, International Journal of Conservation Science, 1(1), 2010, pp. 19-26 +

International Journal of Heritage in the Digital Era

C. M. Soares, R. M. Rodrigues, A. J. Cruz, C. Rego, “Historical and material approach to the paintings at the Portugal National Library: contributions to the history of conservation and restoration of easel painting in the 19th century”, International Journal of Heritage in the Digital Era, 1(S1), 2012, pp. 283-288, doi: 10.1260/2047-4970.1.0.283 +

Journal of Chemical and Engineering Data ^

António João Cruz, João Pires, Ana P. Carvalho, M. Brotas de Carvalho, “Studies on the adsorption of acetic acid by activated carbons, zeolites and other adsorbent materials related with the preventive conservation of lead objects in museums showcases”, Journal of Chemical and Engineering Data, 49(3), 2004, pp. 725-731, doi: 10.1021/je034273w +

Journal of Cultural Heritage ^

António João Cruz, João Pires, Ana P. Carvalho, M. Brotas de Carvalho, “Comparison of adsorbent materials for acetic acid removal in showcases”, Journal of Cultural Heritage, 9(3), 2008, pp. 244-252, doi: 10.1016/j.culher.2008.03.001 +

Journal of Thermal Analysis and Calorimetry ^

João Pires, António João Cruz, “Techniques of Thermal Analysis Applied to the Study of Cultural Heritage”, Journal of Thermal Analysis and Calorimetry, 87(2), 2007, pp. 411-415, doi: 10.1007/s10973-004-6775-0 +

Ler História ^

António João Cruz, “Um projecto interdisciplinar para a arqueologia portuguesa”, Ler História, 13, 1988, pp. 143-146 +

Medieval History Journal (The) ^

António João Cruz, Luís Urbano Afonso, “On the date and contents of a Portuguese medieval technical book on illumination: O livro de como se fazem as cores”, The Medieval History Journal, 11(1), 2008, pp. 1-28, doi: 10.1177/097194580701100101 +

News in Conservation

António João Cruz, “Conservation Publications - IIC member's reviews of international periodicals: Portugal”, News in Conservation, 35, 2013, pp. 17-19 +

Património – Estudos ^

Ana Paula Carvalho, João Pires, António João Cruz, Lourdes Matias, “Estudo e caracterização de argamassas, cerâmicas arquitectónicas e materiais pétreos – o contributo da química”, Património – Estudos, 10, 2007, pp. 81-87 +

Público ^

António João Cruz, “Quem pode fazer conservação e restauro do património?”, Público, 25(8764), 11/4/2014, p. 49 +

Química – Boletim da Sociedade Portuguesa de Química ^

António João Cruz, "A Química aplicada ao estudo das obras de arte: o passado e os desafios do presente", Química - Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 137, 2015, pp. 43-52 +

António João Cruz, “A matéria de que é feita a arte. Contribuições para o estudo da pintura portuguesa”, Química. Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 84, 2002, pp. 39-44 +

António João Cruz, “Química e arqueologia: os isótopos de oxigénio e a reconstituição do clima”, Química. Boletim da Sociedade Portuguesa Química, 50, 1993, pp. 25-28 +

António João Cruz, “TAXONOMIA - Um algoritmo simples para a classificação de resultados”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 39, 1990, pp. 37-42 +

António João Cruz, “O carbono orgânico e a arqueologia - interesse, métodos de doseamento e resultados”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 36, 1989, pp. 33-36 +

António João Cruz, “Química e arqueologia: o doseamento do flúor nos ossos provenientes de escavações arqueológicas”, Boletim. Sociedade Portuguesa de Química, 31, 1988, pp. 29-31 +

Química Nova ^

Carolina Barata, Jorgelina Carballo, António João Cruz, João Coroado, Maria Eduarda Araújo, Maria Helena Mendonça, “Caracterização através de análise química da escultura portuguesa sobre madeira de produção erudita e de produção popular da época barroca”, Química Nova, 36(1), 2013, pp. 21-26 +

Res Mobilis - Revista Internacional de Investigación en Mobiliario y Objetos Decorativos ^

Ana Cristina Seco de Morais, António João Cruz, Carla Rego, “O contributo da conservação e restauro para o conhecimento da história de um objecto: o caso de um biombo com características orientais em madeira policromada”, Res Mobilis - Revista Internacional de Investigación en Mobiliario y Objetos Decorativos, 5(6-I), 2016, pp. 173-187 +

Restaurator ^

Vera Lory, Francisca Figueira, António João Cruz, “Comparative study of washing treatments for pastel drawings”, Restaurator, 33 (2), 2012, pp. 199-219, doi: 10.1515/res-2012-0009 +