Ciarte > Perguntas frequentes >

O que dá cor a uma pintura?

A cor de uma pintura é devida aos pigmentos e corantes que foram colocados sobre o suporte da pintura.

Os pigmentos são materiais que se apresentam na forma de pó muito fino e as partículas que os constituem são mantidas unidas por acção de um aglutinante (por exemplo, água com cola, óleo ou ovo). Os pigmentos são materiais de natureza inorgânica que têm origem natural ou artificial. Salvo raras excepções, da sua constituição fazem parte átomos metálicos.

Os pigmentos de origem natural, de um modo geral, são utilizados há muitos séculos ou mesmo milénios (pigmentos utilizados nas pinturas rupestres, como o ocre). Entre estes contam-se alguns minérios como a azurite ou o cinábrio. Dos pigmentos de origem artificial, alguns remontam à Antiguidade, como o azul do Egipto -- provavelmente o mais antigo -- ou o branco de chumbo, mas a maioria começou a ser preparada nos últimos séculos, especialmente nos séculos XIX e XX, portanto depois do grande desenvolvimento que a química conheceu em finais do século XVIII.

Embora os pigmentos sejam os principais materiais responsáveis pela cor de uma pintura, são também utilizados corantes, que se distinguem dos pigmentos por serem solúveis nos aglutinantes e de origem orgânica.

Os corantes com interesse histórico têm origem vegetal (por exemplo, a garança ou o índigo) ou animal (cochinilha ou quermes, entre outros). No século XX, no entanto, a indústria química desenvolveu um grande número de corantes, com diferentes aplicações, dos quais alguns se utilizam em pintura.